Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Os Meus Nobel

Aqui encontra informação sobre a vida e a obra de grandes escritores, galardoados com o Prémio Nobel de Literatura ou não, minhas recensões de livros, textos de minha autoria e notícias literárias

Os Meus Nobel

Aqui encontra informação sobre a vida e a obra de grandes escritores, galardoados com o Prémio Nobel de Literatura ou não, minhas recensões de livros, textos de minha autoria e notícias literárias

Samuel Beckett - Áudios

Vibarao, 29.06.24

Samuel Beckett_foto.png

Uma conversa de meia hora sobre Samuel Beckett, que foi um dramaturgo, romancista, crítico e poeta irlandês, nascido em 1906 em Dublin e falecido em 1989 em Paris, que foi galardoado com o Prémio Nobel de Literatura de 1969. Beckett foi um autor de expressão inglesa e francesa, tendo muitas das suas obras sido escritas numa língua e traduzidas para a outra por ele próprio.

Oiça aqui o podcast do programa sobre este autor que passou na Rádio Amparo, a webradio da paróquia de Benfica - Lisboa.

Gil Vicente

Vibarao, 08.02.23

Gil Vicente.jpg

Gil Vicente nascido cerca de 1465 e falecido em 1536, é considerado o primeiro grande dramaturgo português, além de poeta de renome. Enquanto homem de teatro, parece ter também desempenhado as tarefas de músico, ator e encenador. Poderá ter sido também ourives, autor da célebre e riquíssima Custódia de Belém.

As suas mais conhecidas obras teatrais são “Auto da Visitação”, “Farsa de Inês Pereira”, “O Juiz da Beira”, “Auto da Lusitânia”, “Comédia do Viúvo” e “Trilogia das Barcas” ("Auto da Barca do Inferno", "Auto da Barca do Purgatório" e "Auto da Barca da Glória").

Veja o vídeo sobre a sua vida e obra aqui.

Harold Pinter - Áudio

Vibarao, 23.01.23

Harold Pinter.png

Uma conversa de meia hora sobre Harold Pinter que foi um ator, diretor, poeta, roteirista e, indubitavelmente, um dos grandes dramaturgos do século XX, além de destacado e incómodo ativista político britânico, nascido em Londres em 1930 e falecido também em Londres em 2008, que foi galardoado com o Prémio Nobel da Literatura em 2005.

Alguns livros editados em Portugal: "Os Anões", o seu único romance; "Várias Vozes", poesia; "Teatro I" e  "Teatro II", teatro.

Oiça aqui o programa que passou na Rádio Amparo.

Peter Handke

Vibarao, 03.08.22

Peter Handke.png

Peter Handke é um escritor austríaco que nasceu na região de Caríntia (na Áustria) em 1942. É autor de teatro, romances, poesia, e também argumentista e realizador de cinema. Recebeu o Prémio Nobel de Literatura de 2019.

Romances e novelas editados em Portugal: "Die Angst des Tormanns beim Elfmeter" (A angústia do guarda-redes antes do Penalty, 1970), "Der kurze Brief zum langen Abschied" (Uma Breve Carta para um Longo Adeus, 1972), "Wunschloses Unglück" (Um Adeus Mais-que-Perfeito, 1972), "Die Unvernünftigen sterben aus" (Os Insensatos estão a extinguir-se, 1973), "Die Stunde der wahren Empfindung" (A Hora da Sensação Verdadeira, 1975), "Die linkshändige Frau" (A Mulher Canhota, 1976), "Der Chinese des Schmerzes" (O Chinês da Dor, 1983), "Nachmittag eines Schriftstellers" (A Tarde de um Escritor, 1987), "Versuch über die Müdigkeit" (Para uma abordagem da fadiga, 1989), "In einer dunklen Nacht ging ich aus meinem stillen Haus" (Numa noite escura saí da minha casa silenciosa, 1997), "Die morawische Nacht. Erzählung" (A Noite do Morava, 2008), "Die Obstdiebin" (A Ladra da Fruta, 2017) e "Das zweite Schwert" (A Segunda Espada, 2020). Estão também publicados em Portugal os livros de teatro "Die Unvernünftigen sterben aus" (Os Insensatos estão a extinguir-se, 1973 ), "Die Stunde, da wir nichts voneinander wußten. Ein Schauspiel" (A Hora em que nada sabíamos uns dos outros, 1992), "Lex Beaux Jours D’Aranjuez" (Os Belos Dias de Aranjuez, 2012) e a coletânea com o título "Teatro", o ensaio "Versuch über den geglückten Tag. Ein Wintertagtraum" (Ensaio sobre o Dia Conseguido, 1991) e a coletânea de poemas "Gedicht an die Dauer" (Poema à Duração, 1986).

Veja o vídeo sobre a sua vida e obra aqui.

Derek Walcott - Áudio

Vibarao, 12.07.22

Derek Walcott.png

Uma conversa de meia hora sobre Derek Walcott que é um poeta e dramaturgo de Santa Lúcia, uma pequena ilha das Antilhas, no Mar das Caraíbas, galardoado com o Prémio Nobel de Literatura em 1992. Apesar de ter escrito mais de 20 peças de teatro, é conhecido quase só pela sua obra poética.

Ouça aqui o programa sobre a sua vida e obra que passou na Rádio Amparo.

Henrique IV e Seis Personagens em Busca de Autor

Vibarao, 24.06.22

Henrique IV.jpg

Comentário ao livro “HENRIQUE IV” e “SEIS PERSONAGENS EM BUSCA DE AUTOR” de Luigi Pirandello

Este livro, publicado pela Relógio D’Água em 2009, reúne duas das mais célebres peças de Luigi Pirandello, o grande mestre da arte dramática italiana, galardoado com o Prémio Nobel de Literatura de 1934. Sendo duas obras completamente diferentes, há algo em cada uma que nos faz lembrar a outra. É que cada uma delas apresenta duas histórias diferentes, encadeadas uma na outra com tal arte que é difícil ao leitor destrinçar onde uma acaba e começa a outra.

 

 

Luigi Pirandello

Vibarao, 23.06.22

Luigi Pirandello.png

Luigi Pirandello foi um dramaturgo, romancista e contista italiano, nascido em 1867, em Agrigento, Sicília, e falecido em 1936, em Roma, que recebeu o Prémio Nobel da Literatura de 1934. Ficou conhecido sobretudo como o grande inovador do drama moderno.

Principais obras: romance "Il Fu Mattia Pascal" (O Falecido Matias Pascal, 1904); ensaio "L'Umorismo" (1908); romance "I vecchi e i giovani"(1909); peça "Pensaci, Giacomino!" (Tu vê lá, Giacomo, 1916); peça "A birrita co 'i ciancianeddi" (O barrete de guizos, 1917); peça "Il Piacere dell'onestà" (O Prazer da Honestidade, 1917); peça "Sei personaggi in cerca d'autore" (Seis Personagens em Busca de Autor, 1920); peça "Enrico IV" (Henrique IV, 1922); peça "I giganti della montagna" (Os Gigantes da Montanha, 1937) incompleto e publicado postumamente.

Nesta data, tenho 14 volumes que englobam 21 obras ( a maioria peças de teatro) e um volume com 25 peças selecionadas da obra "Maschere Nude" (Máscaras Nuas).

Veja o vídeo sobre a sua vida e obra aqui.

A segunda vida de Francisco de Assis

Vibarao, 09.06.22

A segunda vida de Francisco de Assis.jpg

Comentário ao livro “A SEGUNDA VIDA DE FRANCISCO DE ASSIS” de José Saramago

José Saramago escreveu esta peça de teatro em 1986, como uma parábola sobre o capitalismo e o poder dentro das empresas. Já nos apresenta sondagens de opinião, computadores, conselhos de administração, presidentes e gestores financeiros (a que hoje se chama pomposamente CEO's e CFO's), enfim, o pão nosso de cada dia nos nossos tempos. É o visionário Saramago a manter toda a sua atualidade.

Então imagina que São Francisco de Assis, o fundador de uma Ordem Religiosa de frades mendicantes, regressa à Terra e encontra os seus franciscanos transformados numa grande empresa, com um conselho de administração que gere a sua enorme fortuna resultante das doações e esmolas recebidas ao longo dos séculos. Fica escandalizado e quer voltar às origens. Perante as resistências encontradas, chega a equacionar extinguir a Ordem. Mas acaba por reconhecer que hoje já não interessa ser pobre e andar a pedir esmola pelas ruas – isso já não edifica ninguém, não é uma postura santificadora e até é mal visto pela sociedade. Na sua "nova vida" vai dedicar-se à luta pela erradicação da pobreza no mundo.

 

 

Pigmalião

Vibarao, 08.04.22

pigmalião.jpg

Comentário ao livro “PIGMALIÃO” de George Bernard Shaw

Bernard Shaw foi um famoso dramaturgo do Reino Unido, nascido em Dublin, na Irlanda, mas que fez carreira em Londres, escrevendo, dirigindo e interpretando as suas peças de teatro. A sua mãe era cantora profissional e, quando se separou do marido, foi viver para Londres com as duas filhas, para tentar continuar a sua carreira. Bernard ficou na Irlanda, mas aos 20 anos foi juntar-se à mãe, decidido a ser escritor. Escreveu vários romances que foram sistematicamente rejeitados por todos os editores, até assistir à representação de uma peça de Ibsen e ter a ideia de começar a escrever peças de teatro.  Foi o início de uma carreira de sucesso, que rapidamente o enriqueceu.

Uma das suas peças mais conhecidas é “Pigmalião”. Para isso contribuiu a sua adaptação para musical com o nome de “My Fair Lady”, que foi depois adaptado ao cinema com o mesmo nome e foi um estrondoso sucesso. Certamente já viram ou, pelo menos, conhecem de nome. Vale a pena ver.

 

 

Aviso

© Todas as publicações são propriedade do autor. Proibida a sua reprodução total ou parcial não autorizada.